Contact Us

Use the form on the right to contact us.

You can edit the text in this area, and change where the contact form on the right submits to, by entering edit mode using the modes on the bottom right. 

Rua Monsenhor Manuel Marinho
Porto, Porto, 4150
Portugal

Blog nas ondas do hip hop e da música eletrónica de qualidade. Em Português.

Content

Daily Posts about Underground Instrumental Hip Hop, Contemporary Jazz, R&B, Lo Fi & Electronic music

joe armon-jones & maxwell owin: "idiom"

Francisco Espregueira

Joe Armon-Jones & Maxwell Owin apresentam "Idiom". A primeira faixa, "SE Discotheque", inicia com uma voz a descrever uma disco de Southeast London. O ritmo começa por crescer até se sedimentar no ouvinte ao longo dos 20 minutos que se seguem no álbum. Ambos os tipos são neste momento parte integrante da crescente cena de broken-beat e jazz do Sul de Londres. Quem por lá viver, conviverá de perto com as mais maravilhosas novas criações que o mundo da música tem produzido. "Idiom" é uma delas, e é o primeiro projeto deste duo.

Resultado de múltiplas colaborações debaixo do comando de Joe e Maxwell, "Idiom", apresenta ao Sótão Nubya Garcia, Oscar Jerome e Jake Long. Nomes que passarão a ser seguidos com especial atenção. Porque quem se junta para fazer parte dos bons projetos, provavelmente também os terá. É com piada que penso no momento em que conheci Maxwell Owin. A destruir nas batidas que MC Pinty decorava com as suas palavras e com a sua voz - um tanto ou quanto parvas, mas de qualidade distinta. (Esse vídeo é história!)

E está tudo relacionado. As sonoridades estão lá. A volta dada a elas é que é diferente, com muita influência do house, das batidas quebradas e do piano de Joe Armon-Jones. Mas no fundo, e insisto, é a cidade. O idioma. E este é um talentoso trabalho de dois dos mais excitantes jovens-artistas que o falam.