Contact Us

Use the form on the right to contact us.

You can edit the text in this area, and change where the contact form on the right submits to, by entering edit mode using the modes on the bottom right. 

Rua Monsenhor Manuel Marinho
Porto, Porto, 4150
Portugal

Blog nas ondas do hip hop e da música eletrónica de qualidade. Em Português.

Content

Daily Posts about Underground Instrumental Hip Hop, Contemporary Jazz, R&B, Lo Fi & Electronic music

Filtering by Tag: Sángo

notas

Francisco Espregueira

//

Colaboração Sángo com VHOOR e JLZ. Com naturalidade. Bom, falamos de um dos produtores mais requisitados do mundo e de dois jovens brasileiros a produzir diariamente, na vanguarda do movimento favela trap. Resultado: "Pra Ela" é um sonho.

//

"Hoodrich Vol.3" da britânica IAMDDB é a afirmação de uma artista que vai ficando conhecida mundo fora. Estilo único, flow indescritível. O single, e ponto alto, do novo projecto chama-se "Shade". Keepin' it G'.

sángo : 'de mim, pra voçê'

Francisco Espregueira

Saiu hoje. "De Mim, Pra Voçê" é a quarta compilação de tropicalidade pela mão de Sángo, carregando o legado das três edições anteriores de "Da Rocinha". A audição no Sótão é imediata. Não podia ser de outra forma. Sángo é fundamental aqui, omni-presente. Quando algo novo sai, o tempo deixa de passar. Torna-se irrelevante. Da primeira à última música, sem parar.

Rodeado de talento extra - Carlos do Complexo, DKVPZ, Monte Booker, Chris McClenney, entre outros -, "De Mim, Prá Voçê" inova. Com os ritmos do baile funk tratados com mestria, a textura do que sai agora pelas colunas é deliciosa. Sángo é o mais importante nome deste movimento e não deixará o crédito por mãos alheias.

16 faixas para nos ocupar para os próximos tempos. Já conhecia algumas, como a maravilhosa colaboração com Carlos em "Engenho da Rainha". É tempo de deixar crescer outras por dentro. Mais e mais até se tornar parte do ser. A minha alma aquece e tropicaliza, pois hoje é dia de Sángo.

Something I’ve been working on since December. My soul can’t go too long without making baile funk music.
— Sángo

Esperamos por ele no Time Out Market em Lisboa, para balançar com calor... dia 26 de Março. Imperdível. Talvez toque "Amor no Morro"... talvez "Então Tá", ou então "O Moto". Quiçá acabe com "Deus é Alegria". De qualquer das formas é para curtir. É nois ✌ .

notas

Francisco Espregueira

Há cinco horas atrás GoldLink lançou "Meditation". Produção de Kaytranada. Que mais poderia esperar? É GoldLink e Kaytranada. Juntos. Outra vez. Este som é para quebrar festas caseiras:

Pouco depois foi a vez de Sángo. Com Carlos do Complexo. Tranquilo. "Engenho da Rainha" faz-me querer já o tão aguardado novo álbum: "De Mim, Pra Voçê". Dia 26 de Março estarei por LX, no Time Out Market cumprindo o sonho de o ouvir em vivo.

E esta para fechar a noite. "Changes" do produtor americano Genshin. Foi um dia bom.

notas

Francisco Espregueira

Sángo e Kaytranada são dois que por esta altura já todos conhecem. Orgulho-me de os ter acompanhado dos palcos digitais do soundcloud até ao estrelato em que se encontram. Vão lançando as suas peças por aí enquanto aguardo por mais e mais. Sedento, eu. Ambos ajudam a definir muito do que existe de novo na música. Cada um no seu estilo. Cada um na sua arte.

Dos subtis ritmos faveleiros de "Dance For Blessings", até ao flip dado por Kaytra em "Wanna Get To Know You" da britânica Nao. ✌

◘ SÁNGO: DA ROCINHA 3 ◘

Francisco Espregueira

Da Rocinha 3

Pois é... ontem por momentos pareceu que tinha 7 anos, a acordar na manhã de natal. Rápido duche e enquanto comia o pequeno almoço googlei "Da Rocinha 3". Lançado umas horas antes, já estava disponível em stream... rapidamente deixei para trás tudo o que tinha para fazer (não era pouco) liguei os headphones e sentei-me em frente ao ecrã do meu portátil durante uma hora e um minuto. A vida é muitas vezes uma corrida atrás do tempo, mas esta hora mais minuto chuta tudo para canto... O estudo experimental do baile funk Brasileiro segue...

"Da Rocinha 3" é um dos álbuns do ano... Dentro do estilo mais do que abordado aqui neste Sótão, consegue ser a mais virtuosa colecção do movimento Favela Trap. A produção é inacreditávelmente sublime... os detalhes, são de levantar as mãos ao céu, num momento de gratidão e celebração por haver Sángo. Por haver talento. Por haver o Hip Hop, o Baile Funk, e uma mistura de herança cultural, algo de muito inovador e pura vibração.

Da Rocinha

A sucessora de "Da Rocinha" e "Da Rocinha 2", leva-nos para outro nível. Neste, Sángo é um Deus, temperando-me a mim e a ti como quer. Picante, menos picante. Mal ou bem passado, não temos voto na matéria. Sentimos aquilo que a música dá.

As três do início... "Tamborzão (Intro)", a primeira. Que boa. Tropicalizando-se segundo a segundo... cutu txa txa-cutu txa-txa. A segunda, "Rather Be With You", é todo o dia. E três "Tempo Tempo"... linda. "Agorinha" e "Não Falo" já tinham sido lançadas mas ouvi-las dentro do álbum sabe diferente. Sabe melhor. A décima é a mais upbeat do álbum, música para os momentos de festa, da gente bem disposta de sorriso rasgado - "Na Hora"! "Dias Melhores (Interlúdio)" é bonita, simples, plana... é um amor. Carlos aparece, colaborando e concretizando sonhos em "É Isso Aí" assim como outros dos mais promissores produtores do momento: ESTA, Jarreau Vandal, Marvel Alexander. Isto só para falar de algumas! São 19! Eu não merecia tanto...

Da Rocinha 2

 

Ficaria aqui a escrever e a aclamar o álbum... mas não é suposto. Eu só queria meter nas paredes do blog a masterpiece, e deixar, a quem por aí passar, a magia que carrega. No meu caso, a certeza é de que hoje a minha favorita não vai ser a mesma da de amanhã, da de sexta e da do próximo mês, e isso é genialidade! Entrada directa no Hall of Fame do infinito.

Da Rocinha 3 is about keeping the funk roots true and paying homage to the ones that helped start it. I want to respect and show Rocinha in a positive light with this record while staying true to my sound.

Mixed & Mastered by Sángo
Art by Sango Design

SÁNGO

Francisco Espregueira

Há um ano acabei por conhecer, nas minhas buscas nocturnas, Sango! Como tantas vezes, fui ao acaso carregar play num dos seus EP's, e fez-se luz! Nunca pensei em gostar da mistura do Hip Hop com o Baile Funk Brasileiro até me deparar com ela. Membro do colectivo "AGO", que falarei aqui noutra altura, Sango é obrigatório, pois faz aquilo que ninguém antes fez! Senhoras e Senhores, apresento-vos hoje um estudo experimental do baile funk.

Sendo sincero, não sei se Sango andou a viajar por entres os bailes funk do Rio, mas é assim que gosto de imaginar... Recolheu influência e trouxe-a para casa, em Seattle, para fazer uma brilhante compilação de músicas. É só pensar numa disco cheia de gente a abanar-se intensamente, aí nos confins do Rio de Janeiro ou Bogotá e o Sango lá no meio a curtir. Shit, tenho que apanhar um avião direitinho para uma dessas!

Um sítio escuro com fumo, muita gente a dançar, olhares de predação... noite fora. Lembranças de tudo em câmara lenta na manhã seguinte.

Mas Da Rocinha 2, foi só o ponto de partida para eu agora me afirmar como fã do gajo e querer partilhar convosco aqui a partir do Sótão, a sua arte. No Soundcloud é já um artista muito na voga e um dos mais seguidos. Qualquer publicação que faça vai ter um público grande a salivar para que o clique no play leve a que a música passe do computador, por entre os fios até às colunas. Eu não sou excepção.

Com produções exclusivas e colaborações, deixo 4, sendo que a última é das melhores cenas que roda neste escuro Sótão. Música pr' aquecer esse frio do caralho! De Mim pra Voçê.